FUTURO INCERTO

o que
lentamente digo
já não me serve mais de abrigo
para o pensamento

quiçá
nalgum momento
não serei centro do meu conflito
ou a falta de um argumento?

Comentários

Anônimo disse…
Oi Eder,
Fiquei muito comovida ao ler esse seu poemae (ou haikai??).

E achei lindo o teu blog!!! Extremamente elegante e com conteúdo interessantíssimo.

PArabéns!!!

Um abraço,
CArla Canepa
J@iro disse…
Oi Eder, muito bom seu blog.
Pertubadora a imagem desse relógio em caracol.
rsrsrs
Abraços amigo.

Postagens mais visitadas